A compra do primeiro carro é realmente emocionante. O primeiro veículo próprio, os cuidados, anseios e alegria por ter um bem e poder desfrutar do seu conforto. Mas para se dar realmente bem com a compra alguns cuidados são importantes. Listamos cinco pontos para levar em consideração antes de comprar o primeiro carro que devem ser analisados com calma. 

Os cinco principais pontos para levar em conta antes de comprar o primeiro carro

Você pensou bem na ideia de comprar um carro? Avaliou as finanças e já pode levar a compra adiante? Para algumas pessoas é um momento de alegria absoluta. Significa abandonar de vez o transporte público, o conforto de poder viajar longas distâncias levando as malas e não depender mais de carona. Mas para não errar mesmo analise esses cinco pontos:

1 – Pagamento de impostos

Os impostos obrigatórios e anuais no Brasil para proprietários de veículos são o IPVA e Seguro DPVAT. Devem ser quitados no primeiro semestre de cada ano ou o carro, moto ou caminhão não terão o documento renovados e não podem circular. 

Se todo mundo paga não há problema, correto? Na verdade depende. O valor do IPVA é proporcional ao ano e modelo do veículo. Quanto mais novo mais caro o imposto. Importados também pagam um pouco mais e isso deve ser levado em consideração no momento de avaliar as finanças.

2 – Consumo de combustível

Infelizmente carros movidos à água e energia elétrica estão em fase de testes para chegar ao mercado. Enquanto isso temos como opção gasolina, álcool ou diesel. O consumo de um carro é avaliado pela quantidade de quilômetros que ele consegue rodar com apenas um litro.

Quanto mais leve o carro mais quilômetros ele roda. Por isso alguns modelos de moto conseguem rodar 40 quilômetros com um litro de gasolina, não é mesmo?

O valor gasto em combustível depende da quantidade de quilômetros com um litro que um carro pode fazer. Os sedans gastam mais, assim como as caminhonetes (Hilux, por exemplo). É preciso analisar as contas. As vezes um carro custa mais caro mas economiza bem menos ao longo do ano no tanque.

3 – Qual a facilidade da manutenção?

Alguns caros são puro luxo e um sonho de consumo realizado. Mas você encontra peças fácil para ele? As oficinas ofertam profissionais qualificados? Muitos importados passam por este problema e pode não valer a pena. 

É preciso avaliar o mercado de manutenção da fabricante e como as oficinas são distribuídas para saber se terá dificuldades ao longo do uso ou não.

4 – Potência do veículo

O desempenho do carro em ruas e estradas depende da potência do motor. Se 1.0, 1.6, 2.0 e assim por diante. Para alguns casos, como quem viaja muito em rodovias, pode ser mais indicado um veículo mais potente. Ou quem constantemente sobe ladeiras. Depende de cada uso.

5 – Desvalorização do veículo em um ano

Claro que se você está comprando um carro hoje não pensa em vender, mas é necessário pensar um pouco no futuro. Alguns carros caem muito de preço e outros se mantém mais constantes no valor. Quanto mais rápido o modelo desvalorizar pior será para vender e aceitação no mercado para a troca.

O programa Jovem Aprendiz é uma parceria entre o Ministério da Educação empresas públicas ou privadas do Brasil. O sistema contratual permite que menores de idade atuem em empresas de médio a grande porte. mas apesar de ser um contrato e não tem carteira assinada, existem motivos pelos quais os jovem aprendiz pode ser demitido. Saiba mais!

Como funciona o Jovem Aprendiz?

A iniciativa do programa Jovem Aprendiz permite que estudantes a partir do nono ano entre 14 e 22 anos de idade posso trabalhar. A ideia que os jovens consigam ajuda de custo e ainda se interessa em mais pelo mercado de trabalho.

O programa do está em atuação há alguns anos. A empresa necessita solicitar a sua participação e abrir o seu próprio processo seletivo para escolher quais os jovens vão atuar na sua empresa.

Logicamente existem regras regulador. O jovem aprendiz não pode exercer uma atividade profissional considerada de risco e sem supervisão de um profissional. a maior parte dos cargos são administrativos mas também há oportunidades na área de produção.

Quem pode ser um Jovem Aprendiz?

O jovem aprendiz necessita primordialmente estar estudando. Deve ser matriculado a partir do nono ano do ensino fundamental. Não importa se ele repetiu algum ano anteriormente, apenas necessita estar matriculado e frequentando as aulas.

Outros requisitos básicos para participar do programa Jovem Aprendiz 2017 são:

  • Não ter participado do programa anteriormente;
  • Ter disponibilidade para trabalhar entre 5 e 6 horas por dia;
  • Ter horário livre para trabalhar sem chocar com a rotina escolar.

Outros pré-requisitos podem ser exigidos pelas empresas. Algumas fazem questão de ajudar a quem realmente preciso só contrata jovens de baixa renda. Cada empresa pode pedir o que quiser desde que não fira  as regras básicas do programa.

A contratação do jovem aprendiz não é com carteira assinada mas a experiência pode ser citada no currículo. As empresas podem contratar o jovem por até 2 anos. A maior parte trabalha com o sistema de contratação por 12 meses e renovação por mais 12 meses.

Quais os motivos que podem causar a demissão de um jovem aprendiz?

E depois de assinar o contrato o jovem aprendiz pode ser demitido? Sim. Qualquer contrato pode ser quebrado se não for cumprido por ambas as partes. Tanto o jovem pode desistir de trabalhar na empresa e pedir demissão como a empresa pode cancelar o contrato quando desejar.

O cancelamento do contrato de jovem aprendiz para acontecer sem motivo. A empresa pode não querer mais trabalhar com o programa e isso não tem problema com nenhum. Mas também podem existir motivos pré estabelecidos para a demissão. Alguns deles são:

  • Não cumprir o horário de chegada na empresa;
  • Exercer alguma atividade lícita dentro ou fora da empresa;
  • Algumas regras básicas estabelecidas pela empresa;
  • Tratar mal colegas de trabalho;
  • Não obedecer a hierarquia empresarial (não seguir as regras do chefe);
  • Dentre outras.

No momento da contratação do jovem aprendiz deve ser avisado de todas as regras que podem causar a sua demissão. Também deve ser informado sobre sua má conduta em aviso antes da demissão chegar de fato.

Apenas em casos gravíssimos a empresa demite de primeira, sem aviso.

 

Cuidar da pele não é apenas ingerir uma enorme quantidade de medicamentos. Existe uma forma natural de ter uma pele linda e saudável sem gastar muito. O grande segredo está na alimentação. Escolhendo alimentos com as vitaminas corretas você pode ter uma pele linda e saudável. Saiba mais!

As melhores vitaminas para ajudar no cuidado da pele

Hidratante sempre será de boa ajuda mas não é necessário investir muito em tal tipo de produto. Se você coloca na sua dieta os alimentos corretos, poderá ter uma pele saudável e o realizar cuidados permanentes apenas mudando a alimentação.

Mas o que mudar? O grande segredo está na escolha dos alimentos. Algumas vitaminas são essenciais para os cuidados na pele você vai aprender sobre elas a seguir.

Vitamina B2

O seu nome científico é riboflavina. Ela está presente no corpo através de diversos alimentos e sua ausência deixa a pele flácida e acelera os sinais de envelhecimento. Também é responsável por deixar as unhas mais fortes.

A vitamina B2 está presente em maior quantidade no leite. Todos os seus derivados também são ricos em B2 como queijo iogurte.

Vitamina C

A sua forma de ajudar a combater a gripe é indiscutível. Esse poder da vitamina se deve porque ela é rica em nutrientes responsáveis por aumentar a ação do sistema imunológico. Ajuda o corpo a combater diversos tipos de inflamações e não apenas a gripe.

O que pouca gente sabe é que a capacidade de melhorar o sistema imunológico também ajuda nos cuidados da pele. Auxilia na regeneração muscular e com isso no tônus da pele. Melhora a aparência de rugas e outros sinais da idade avançada.

Você encontra Vitamina B6 em diversos alimentos como laranja, limão, acerola e em maior quantidade em frutas cítricas.

Vitamina B6

Quem possui alergia a barbeadores e qualquer outro tipo de método para depilação pode ter uma grande ajudinha da vitamina B6. Ela auxilia no processo de cicatrização da pele e melhora o aspecto do tônus.

Esta vitamina está presente em alguns peixes como o atum, abacate, no peito do frango, banana, dentre outras.

Biotina

É uma substância extremamente importante para quem quer ter cabelos e pele bonitos. Ajuda na regeneração e ainda melhora o aspecto. A dica é aumentar a quantidade de biotina na dieta quando o cabelos estão em queda e a pele está frágil e seca. Podemos encontrar biotina em algumas frutas como banana e morango. Também em nozes.

Vitamina A

Ninguém ignora a necessidade de consumir vitamina na alimentação no dia a dia. Mas além de manter os órgãos funcionando adequadamente esta vitamina é essencial para quem quer ter uma pele bonita.

A vitamina ajuda quem tem a pele seca, deixando a mais protegida. Também auxilia no crescimento do cabelo forte e saudável e a ter unhas mais fortes. Pode ser encontrada em diversas frutas como banana, abacate, em menor quantidade no melão e na melancia. Também está presente no leite e seus derivados.

E como ingerir essas vitaminas? Pode ser em suco, ao longo das refeições ou shakes e vitaminas. Mas o melhor ainda é a fruta ou verdura mesmo.