Quando poderei me aposentar? Veja aqui!!!

Se você está pensando em ter uma vida tranquila quando se aposentar é preciso que você saiba das condições para que isso aconteça. A aposentadoria é sempre tema de muitas dúvidas, como por exemplo, quando será possível tirar o merecido descanso e quanto irá receber.

Hoje, existem quatro tipos de aposentadoria: por idade, tempo de contribuição, invalidez e especial. Os principais fatores para saber quando e quanto vai receber da aposentadoria são a idade e o tempo de contribuição do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). No entanto, existem regras para ter direito a esse benefício.

Como funciona?

De uma forma geral, as mulheres precisam de 30 anos de contribuição do INSS, já os homens precisam de 35 anos. Dessa forma, ambos podem conseguir a aposentadoria por idade quando chegarem aos 65 anos (homens) e aos 60 (mulheres). É importante ressaltar que nesse caso é preciso 180 meses efetivamente trabalhados, para efeito de carência.

Porém, a Previdência Social criou uma nova regra para calcular a aposentadoria chamada Regra 85/95 progressiva. Nesse caso, o fator previdenciário não afeta o valor da aposentadoria.

Essa regra é uma alternativa, mas não substitui as regras que já valiam antes. Nela, 85 (mulheres) e 95 (homens) são a soma da idade do cidadão e do tempo de contribuição dele para o INSS.  Também é necessário ter trabalhado efetivamente 180 meses, para efeito de carência.

Qual é a melhor?

Quando se trata de aposentadoria não tem como definir qual a melhor, pois tudo depende do sexo do contribuinte, a idade, o tempo de contribuição e a condição do trabalho que ele faz (se é de risco ou não).

A partir dessas características é que é estabelecido quando a pessoa pode se aposentar e quanto vai receber. Como está pré-estabelecido por lei, a aposentadoria deve sempre ser a mais vantajosa para o cidadão, ou seja, que o valor recebido seja o maior no momento em que der entrada na aposentadoria.

Como dar entrada?

Para dar entrada na aposentadoria é preciso saber se está tudo certo com o seu Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) pois é lá que estão todos os dados dos trabalhadores que contribuem para a Previdência.

Em seguida é só agendar um atendimento em um dos postos da Previdência Social e levar os seguintes documentos:

  • NIT, o Número de Identificação do Trabalhador (PIS/PASEP/NIS);
  • Documento de identificação original com foto;
  • CPF;
  • Carteiras de trabalho, carnês de contribuição e outros documentos que comprovem pagamento de acordo com a tabela de contribuição do INSS, caso haja inconsistências com os dados do CNIS;
  • Comprovante de residência (conta de luz, água ou telefone).

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *